terça-feira, julho 12, 2011

Grandes Planos

Vemos as coisas de maneira muito diferente. Tu vês mais, consegues uma perspectiva mais abrangente. Abarcas mais realidade.

Tem a ver com a idade e com a maturidade que vem com ela. Não só vemos as coisas de maneira diferente, algumas coisas, pelo menos, como que para mim, muito do que é aparentemente simples, se apresenta logo com a complexidade, o sub-texto, que lhe é intrínseco, e que para vocês, jovens, é como se não existisse, ou existisse apenas depois; quantas vezes, tarde demais. Chama-se a isso, experiência de vida.

Estavam deitados na relva, olhos postos nas copas das árvores e nas nuvens que passavam, as formas estendidas pelo vento alto. O jovem pegou na câmara fotográfica a apontou-a à luz que se esquivava às folhas. Fazia um esforço para conter o riso.

É como te digo, acredita. Eu consigo perceber mais as coisas, apreender melhor o seu significado, tanto o mais evidente, como o mais subentendido. Há outra capacidade para ler as entrelinhas, percebes, ou, como eu prefiro dizer, em captar a alma das palavras.

O jovem disfarçou o riso incontido com tosse seca. Ia dizer que sim, mas não foi a tempo.

Isto não é para toda a gente, não penses; mas não te preocupes, conhecendo-te como conheço, sei que também vais conseguir. Percebo em ti capacidade para isso. Apenas tens que manter a tua estrutura interna em equilíbrio, não te dispersares com o acessório, não saíres do caminho. Sabes, as bermas nem sempre são atalhos. Pode parecer que fora do caminho vamos mais depressa, mas quase nunca é assim. Queimar etapas pode ser prejudicial, e acabarmos também nós chamuscados.

Fez-se silêncio. O jovem debatia-se com o que tinha vontade de dizer e o mais velho ia dizendo que sim com a cabeça. Depois, falou.

Quero que saibas que podes contar comigo.

Eu sei que sim e agradeço, mas o que eu queria dizer é que com essa tua lente, a grande angular, se consegue ver coisas, tirar fotos, que eu, com a minha, não consigo.

De olhos fechados, o outro ia dizendo que não com a cabeça.


(faz hoje seis anos que esta brincadeira começou. hoje, já não é uma brincadeira. algures por entre estes mais de dois mil dias, deixou de o ser. acho que agora já não é coisa nenhuma. abraço)


25 comentários:

ss disse...

Não será uma fase?...Parabéns na mesma.

ss disse...

(ia-me esquecendo...bela foto)
:))

Lélé disse...

Certamente ainda havemos de conseguir uma grande angular de 359º...

Esta brincadeira traz-nos contos e textos muito bonitos e humanos...

E eu tive a grande sorte de me "esbarrar" nesta brincadeira algures entre esses mais de dois mil dias!

via disse...

parabéns Rui, continua, se faz favor...

legivel disse...

Mais seis dias e eis-me também a aniversariar por estas bandas e também por igual período de tempo no "Fantasias". Com letras completamente diversas (não é apenas na cor dos emblemas... ) estou convicto que o gosto que ambos temos pela escrita, ajudou a construir cumplicidades onde elas menos se poderiam esperar.

Abraço.

ss disse...

Parabéns lá, lá, lá
Parabéns lá, lá, lá
Parabéns lá, lá, lá
Parabéns lá, lá, lá

(pensavas que escapavas?!?)

:)

Rui disse...

por acaso, por este lado pensava que estava safo. :)


obrigado.

kaku disse...

Ouvi dizer que temos um novo membro do Clube a Cair da Tripeça. Olha, enquanto não caímos... blogamos!;) Parabéns!!

Atena disse...

Ora, parece-me então que é hoje! PARABÉNS!!!

Deixo-te isto para te adoçar a boca:
http://paobolosecia.blogspot.com/2009/06/pao-de-lo-em-creme-pao-de-lo-de.html

E isto para não ficar com a inveja da SS ;)

http://www.youtube.com/watch?v=si9OP7-jH7k

Rui disse...

kaku,

diz-se por aí muita coisa que não é verdade. aqui ninguém está a cair (nem a deixar cair) nada. :)

blogamos sempre!

Rui disse...

a menina Atena brinca com os meus sentimentos - e com o meu colesterol. fique sabendo que não abrirei nem debaixo de tortura esse primeiro link, que esta saliva que me humedece a boca deu muito trabalho a produzir e não é para deitar fora em vão. quanto ao segundo, já houve quem fizesse questão que eu o escutasse, mesmo sem o visitar. mas obrigado. :)

kaku disse...

Pronto! Já saliva e tudo... é o principio das coisas a cair... ;)

Atena disse...

Oh Ruizinho :( Eu não sou pessoa de brincar com os sentimentos de ninguém. Também me aproximo a passos largos para o cadafalso (30) e compreendo a tua dor. O bolinho era mesmo só para animar. Se precisares de comida amiga do colesterol, passa lá por casa que a malta agora só come light. ;)

ss disse...

vês o que eu tenho que aturar diariamente, Rui?

kaku disse...

Light é como os restos. Não é uma alimentação saudável. ;) Até porque descobri que a McDonalds tem um passe de 50 refeições grátis para quem atinge a idade que não se pode nomear. É comida heavy da boa!;D

Rui disse...

30? como 30? 30? o que é isto?! 30? cadafalso, 30? hã? 30?

ss disse...

volto a repetir... vês o que eu tenho que aturar diariamente, Rui?

(é que ela nem 30 faz e ainda se queixa...)

Rui disse...

estou sem palavras... sem tinta.

Atena disse...

A minha dor de estar a caminhar para o cadafalso é tanta que até me enganei e pensava que já ia para os 30. De qualquer maneira este ano, nesse dia fatídico, vou estar escondida em Vila Nova de Milfontes, de tlmv desligado. :)

Maria Liberdade disse...

Deitada, o sol encadeava-lhe os olhos ... mas também o pensamento. Ao dia de hoje,parecia-lhe ser díficil recordar o PLANO. O tempo tem dessas coisas. Lutamos, amarguramo-nos, fazemos sacrificios, viramo-nos de cabeça para baixo, rompemo-nos por dentro, gastamos horas das nossas vidas... E depois ficamos assim entre o desistir, o dizer que tentei mas não aconteceu ou simplesmente "it was not meant to be". Uma frase em lingua inglesa de que tanto gostava e que parecia justificar todos os fracassos ou desilusões. De um modo doce, diga-se, que a Lingua Inglesa tem essa capacidade, de nos levar a um momento cinematográfico e asim tornar tudo mais fácil. O PLANO agora é ficar aqui, deitada, apenas a brincar com as estrelas que surgem por entre as árvores. Acordem-me se adormecer.

Rui disse...

a Maria, quando se dá à Liberdade de escrever, solta-se. Saudades.

tb disse...

Há brincadeiras agradáveis. Tanto que nunca devem deixar de o ser.
que continues a brincadeira porque nos ajuda a brincar também. (falo por mim)
Parabéns e vida longa.
beijinho e abraço (porque hoje é hoje, pronto) :)))))))))))))))
Gostei muito tanto do texto como da foto.

tb disse...

e já agora aproveito para perguntar aqui ao legível porque fechou os comentários no blog dele?
Peço desculpa ao dono da casa pelo atrevimento.

legivel disse...

tb:

Os comentários estão abertos há cerca de um mês. Com a crise que por aí anda, sei lá se não mos fecham novamente por atraso nos pagamentos dos ditos. Creio estar explicado o motivo...

Legível, o pobrezinho do costume.

Menina Marota disse...

Atrasados, mas parabéns.

Deixei de contar os aniversários que passaram pelos meus blogues mas, em honra dos 7 anos que vão fazer o meu primeiro blogue (no Sapo), resolvi activá-lo para dar uma festa de arromba!
Bem... quero dizer, de meia arromba, porque segundo se consta só vou receber meio subs de Natal e é por essa altura o aniversário, o quer dizer... sirvo os bebes, mas os comes que cada um vá de estomago cheio! eheheh :-)))

Boa semana.