segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Aquela Coisa dos Cinco Hábitos Estranhos

Desafiado recentemente pela M.M do Arte & Lingua e, ainda hoje, pela Ana das Laliscadas, a não quebrar a corrente que assola o universo bloguistico nacional – arriscando-me a sofrer inenarráveis tragédias -, achei por bem participar no relato de alguns hábitos estranhos que eu tenho (não que eu acredite nisso, que esse hábito estranho não tenho eu). Aqui vai disto:


1 – Tenho o estranho hábito de guardar os bilhetes de cinema dos filmes a que assisto. Sei que muita gente guarda os bilhetes dos concertos, e esses eu também guardo, mas também fico com os dos filmes que vou ver.
Não é coisa de agora, o mais antigo que conservo é do Natal de 1984, do já defunto Cine Plaza – hoje conhecido com Recreios da Amadora, recuperado que foi de um mais ou menos longo período de abandono; ocasionalmente passa, outra vez, filmes.

O filme, esse, é de culto (!?), “Conan, o Bárbaro”, com o Arnold Schwarzenegger em início de carreira. Lembro-me que fui com o meu primo Tó e de ele, após o final do filme, ter ficado a pensar o que havia de fazer comigo… sendo eu uns anos mais novo que ele. Custou 100$ o bilhete.

São, portanto, 21 anos a juntar bilhetes. Muitos dos cinemas já não existem: Éden, Odeon, Condes, Politeama (nessas funções), Roxy, Alvalade, Alfa, Nimas e mais alguns. Todos locais que só cumpriam essa função, ao contrário de hoje em que ou se está no centro comercial ou se está tramado.

Também os próprios bilhetes mudaram muito. Se antes os havia impressos para cada sessão de cada dia, hoje, o bilhete é impresso no momento, com o nome do filme (muitas vezes abreviado) e sem lugar marcado. É um tipo de bilhete que deu cabo da minha colecção, visto a impressão e o papel serem reles e, ao fim de um tempo, já pouco ou nada se notar. Tenho pena.

2 – Tenho o estranho hábito de fazer caretas quando fotografo. Nas fotos em que apareço é certo e sabido que fico sempre com um ar estranho. É coisa de que não gosto, ficar nas fotografias. Mas só recentemente percebi que também quando estou atrás da câmera faço as mais estranhas caretas.

Sempre deve ter sido assim, mas ao ver há pouco tempo algumas fotos que me tiraram enquanto eu fotografava, é que percebi a dimensão da coisa. Lá estou eu, de taxa arreganhada, com um esgar que mais parece de dor.

Agora, dou por mim com mais essa preocupação, não bastava o enquadramento, a exposição, a obturação e afins, tenho que me preocupar em não fazer figuras tristes. É necessária muita concentração, acabo por me distrair e surpreendo-me muitas vezes a fazer as tais caretas.

3 – Tenho o estranho hábito de ler livros. E revistas também – disse isto assim só para provocar, porque estranho mesmo é andar pelas livrarias a folhear os livros e ter o hábito de ler os primeiros parágrafos.

E isto mesmo dos livros que não me interessam nada. Não consigo resistir a saber como é que começa, por exemplo, um livro como o da Alexandra Solnado, “Este Jesus Cristo Que Vos Fala”, em que se relatam as conversas tidas entra a autora e Jesus. Deve ter a ver com aquele famoso sentimento conhecido como síndrome da página em branco, aquele algo inatingível e inexplicável que não nos deixa escrever, nem sequer começar. No fundo, tenho curiosidade em saber como é que os outros resolveram essa questão, a do inicio.

4 – Tenho o estranho hábito de andar a pé. Saio de casa – da cama – com o único propósito de andar! É verdade, vou andar, sem destino, às voltas. E sempre a um passo razoável, não propriamente de passeio.

Como dizem que faz bem à saúde e eu até sou um bocado hiper-tenso, eu lá vou. Aos fins-de-semana, cedo, vou andar para os poucos locais onde isso se pode fazer com alguma tranquilidade em Lisboa. Durante a semana é mais complicado, mas aproveito as horas de almoço para dar uma volta ao quarteirão.

Às sexta, como fico liberto dos compromissos laborais às 15h00, aproveito para andar um pouco pela cidade: vou ver montras para a Av. De Roma, Praça de Londres e Rua Guerra Junqueiro. Gosto de observar as novas tendências da moda – imprescindível deitar um olhar à montra da Fátima Lopes -, gosto de observar com quem me cruzo, de procurar umas fotos.

5 – Tenho o estranho hábito de escrever muito e falar pouco. Por exemplo, se me tivessem pedido oralmente para eu falar de cinco hábitos estranhos, tinha despachado a coisa em menos de um fósforo, mas como é por escrito, acabo sempre por inventar uma série de coisas desnecessárias – até do meu primo Tó eu já aqui falei!

Já li vários blogs onde consta esta coisa dos cinco hábitos e, em todos, as pessoas limitaram-se a algumas linhas, pronto, já está… mas eu não, tenho que me alongar sempre. Alguns de vocês já sabem disso, basta ler alguns dos meus posts anteriores, que são extensos demais para o nível de atenção com que se lê blogs.

O que talvez não saibam é que o que é publicado, muitas vezes, é uma versão condensada de textos mais longos.

6 – Tenho o estranho hábito de ser distraído. Ai esperem, são só cinco, já está, já chega. Sorte a vossa.

31 comentários:

Anónimo disse...

Gostei como sempre! Tb tenho o habito de guardar os bilhetes de cinema, de exposições, de concertos, de visitas guiadas ...
Tb tenho o estranho habito de me corresponder com pessoas de vários paises, com o fim de trocar postais, selos e conhecer culturas, costumes diferentes...
Tb tenho o estranho hábito de mal acabar de comer lavar os dentes, acho que é mais mania que hábito, hehehe, muitos anos com ferros nos dentos, dá nisto ... hábito.
Tb tenho o estranho habito de escrever num caderninho "coisas da vida", na maioria das vezes é mais fácil escrever que falar.
Tb tenho o hábito ou será mania, das arrumações, hehehehehe ... essa é de loucos
Como vês todos temos os nossos hábitos, manias, coisas que fazemos sabe-se lá porque ... o certo é que é muito dificil deixar de as fazer porque já fazem parte de nós e do nosso dia a dia.
Beijinhos :-) da Jaqui.

Sofia disse...

Ai Rui, só tu mesmo me fazes rir! Tu e os "estranhos" hábitos....podias ter dito que tens o estranho hábito de gostares de te transformar por vezes em Taxista, outras em relógio, outras em marido distraído.... afinal quantas personalidades tens????

Beijocas ss

Ana P. disse...

Oh meu querido, até que os teus hábitos não são nada estranhos....

Mas olha, esse de escrever só te fica bem e pela parte que me toca, escreve, escreve muito, pois eu estarei sempre cá para te ler....

Ahhhhhhhhh também leio na casa de banho. E sim, as vezes levo o portátil....

Jinhus
Ana

Anónimo disse...

São estranhos hábitos que dizem muito sobre ti....

E felicidade a nossa que tenhas esse 5º hábito :)

________________________________

M.M. disse...

Belos hábitos, sim senhor!
Bilhetes do cinema não, mas guardo os dos concertos, sim!
Quanto àquele hábito muito giro de te sentires atraído pelas primeiras páginas de um livro... em Inglaterra tive um livro muito interessante que era, nada mais nada menos do que, uma compilação de inícios literárias. Ficou numa caixa esquecida, juntamente com alguns álbuns e tal... enfim!
Bjs.

legivel disse...

Não tenho hábitos; tenho manias (ou tiques).

-A mania (ou tique) de passar a mão pela cabeça para compor o cabelo, quando sei perfeitamente que sou calvo há imenso tempo;

-A mania (ou tique) de "cumprimentar" os cães com que me cruzo na rua;

-A mania (ou tique) de consultar o relógio sem ter necessidade de o fazer porque até calculo as horas com grande margem de acerto;

-A mania (ou tique) de chegar uns minutos antes da hora marcada a um encontro (deve ser mesmo mania ou tique porque toda a gente chega atrasada)...;

-A mania (ou tique)de me rir em locais menos próprios; funerais, por exemplo...;

-A mania (ou tique, ou quem sabe; a teimosia) que os hábitos são manias & tiques.

Mipo disse...

mas o Nimas ainda existe!

Rui disse...

O Paulo Branco fechou-o há pouco tempo.

@ disse...

Não são assim tão estranhos os hábitos, tirando o das caretas que até deve de ser engraçado.

WildFlower disse...

Rui, o homem é um verdadeiro animal de hábitos...por isso não admira que seja dificil expecificar somente 5 e natural que quando deste por ti já ias no 6º ;). O guardar os bilhetes de cinema ou dos concertos, guardar coisas inuteis como guardanapos de papel de um cafe qualquer de Paris (lololo é o meu caso), reparar na maneira como se mexe o café...já reparaste? Eu tenho esse hábito mexo o no sentido dos ponteiros de relogio...depois no sentido inverso, depois dou uma volta na chavena e voilá, só depois o bebo!!! Lololo sou mesmo croma!
Beijos Paty

Vilma disse...

Isso é que são manias bem detalhadas! Gostei! :)))

missixty2000 disse...

rui, não achei nada de anormal no que disseste! E gostei de ler, gosto de ler coisas na primeira pessoa!!Gosto de ler quando as pessoas falam delas e não de terceiros!!Sou acusada de me expôr muito, mesmo em fotos, mas prefiro falar de mim, do que sei, do que dos outros!!Nunca há a certeza do que se diz dos outros!
Eu também fui desafiada pela Ana, mas pensei que era para escrever lá no blog dela...hummm!!
Terei então de fazer algo mais conciso e completo!! Depois vai lá ver!! beijocas e volta sempre

th disse...

Há um cinema em Carcavelos onde costumo ir que para além de ter lugares marcados, tem intervalo à moda antiga e onde os bilhetes, mesmo sendo feitos por computador, assemelham-se aos de antigamente.
São óptimas manias, as tuas...lol

Dani disse...

Engraçado como consegues tornar uma simples lista de (pseudo) manias, num texto agradabilíssimo de ler.:)

Margarida Atheling disse...

:)

Também não te escapaste!!!

Por acaso também tenho boa parte desses hábitos!

alyia disse...

Raio e mais às correntes (só hoje já li sei lá quantos hábitos), mas quem é que inventou esta coisa?! (não me engatam mais vez nenhuma)
Mas pelo menos aqui ainda me ri um bocado :)

Desconhecida disse...

Eu também sou muito despistada e deixo cair tudo das mãos.

Beijos

Meia Lua disse...

Hábitos são hábitos e não há nada a fazer, cada um com os seus... afinal somos todos diferentes...
Gostei das caretas, deve ser o máximo :)
beijinho

Sara MM disse...

pois... eu tb já fui apanhada na corrente :o(
mas lutei com braçadas curta ;o)

BJs

Gina disse...

Palavra ke gostava de te ver a fazer caretas a fotografares-me, de certezinha ke te fazia uma tb.
Todos nós temos os nossos hábitos,manias km. lhe keiram xamar, durante muitos anos comprava postais ilustrados de todos os lugares onde passava e tb, dakeles onde não passava. De por-do-sol eu sei lá.
Infelizmente deixei-o pk os postais saem mt. caros e eu era compradora compulsiva.
Deixa amigo, os hábitos saudáveis, não se devem abandonar nunca e os teus não me parece ke tenham virus... eheheh
Beijito

Claudia Perotti disse...

Eu tenho manias bem estranhas. Uia!
Gostei imenso das suas!

Beijinhosssss

Neith disse...

Risos...gostei de conhecer esses teus hábitos ;) Beijinhos :)

manhã disse...

Partilho do teu estranho hábito de preferir escrever a falar, infelizmente por deveres de ofício tenho de falar muito.

Sara MM disse...

É tão bom andar andar andar andar.... e se fôr depressinha melhor ainda!

O Nimas ainda existe... o Mundial é que não (nessas funções)!

A minha panca com livros é cheira-los e ver logo logo qtas páginas tem... não que isso me demova, às vezes até pelo contrário, mas tenho de saber qtas sao... adoro numeros, deve ser por isso :o)

BJs

segurademim disse...

engraçado o teu quinto!
pois eu, falo muito, escrevo muito, riu muito, ando muito, vagueio e divagueio o que posso ou que me deixam, claro!

;)

Vanessa disse...

Eu também tinha o hábito de guardar os bilhetes do cinema. Até que os bilhetes do cinema passaram a ser simples e ridículos recibos de máquinas registadoras daqueles que perdem a tinta em menos de uma semana. E os bilhetes cada vez mais caros (tal é a decadência).

Já o hábito de ser distraído ...
Eu sou loira, tenho desculpa. E tu?

;P Jinhitos da Kukolandia :)

PS: E os meus 5 estranhos hábitos também não estão tão resumidos como dizes que estão.

GNM disse...

E já fiquei a saber um pouco mais de ti!

Fica bem...

virilão disse...

essa das caretas (atrás da máquina), não tinha reparado. Mas confirma-se, o que não quer dizer que seja mau.
Abraço violento! ou Violento abraço

virilão disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Lia Noronha disse...

Rui : eu tbém já coloquei os meus hábitos lá...no post Manias e Manias,no meu Cotidiano.
Estes cinco hábitos seus...eu tenho tbém!
São tantos...não é mesmo?
Tinha que ser em capítulos semanais!
bjus mil.

APC disse...

Pois bem vejo como, afinal, já tinhas sido anteriormente indigitado para apresentar o teu perfil maniento, lolol.

Mas bolas, que susto: a) O Cine Plaza… Onde vi os primeiros filmes da minha infância (pelos meus anos, pela Páscoa, pelo Natal...). Lá em cima era o bar, onde o meu pai me comprava uma daquelas tabletes fininhas de chocolate Regina, embrulhada em prata e em celofane com os desenhos das frutinha que lhe emprestavam o aroma: morango, laranja ou ananás!…
b) Espreitar livros: se eu te disser que passo pela Bulhosa a caminho do trabalho, e rara é a vez em que não entro (aqueles ares fazem-me bem à saúde, lol). É certo que também espreito o início dos livros, mas nunca deixo de ler um ‘cadinho de uma página lá para o meio, aleatoriamente (um quê de narrativa e outro de discurso directo, ou isso). Mas sim, que o iniciar das histórias devem dar que pensar ao autor e há que apreciar qual a forma (de entre eventualmente muitas tentadas) ele escolheu para o fazer.
Aliás… Isso deu-me até uma ideia para um post… Vou tentar amadurecê-la.
c) O andar a pé!!!... Como me fui esquecer? Era capaz de passar o dia nisso. E quanta coisa descobrimos assim!...
d) A perífrase…! Eheheheheh… (no comments).

E, de facto, parece que a modernidade deu cabo da tua colecção de bilhetes, não é mesmo? Eu cá só colecciono tartarugas (não naturais, claro)… Uma história com valor afectivo! :-)

Gostei muito de te ler, como sempre!!!
Um abraço.