domingo, julho 12, 2015

10 anos



E, entretanto, passaram 10 anos.

Na verdade, a primeira coisa aqui publicada começou a ganhar forma em Abril de 2001: ocupação de tempos livres. Mas nunca estava bem, nunca era suficiente, sequer. Foram precisos quatro anos para deixar de me importar e chegar a uma versão publicável – que nunca nada chegou a estar bem.

Foi uma experiência que valeu por várias coisas, a principal, ter-me proporcionado a oportunidade de conhecer algumas pessoas, o seu talento. Podemos não nos ver e não falar tantas vezes quanto isso; podemos já “não nos ler/ver”, como há uns anos, mas acho que ficou algo e que a palavra “amizade” não fica aqui mal.

Não me vou por com nomes, que não vale a pena. Vou antes terminar com uma frase-feita: vocês sabem quem são.

Um abraço.

4 comentários:

S disse...

Por vezes as frases feitas são as melhores!
Um beijinho grande

Inês Diana disse...

Tantos anos e tantas letras....

Gosto de ti e do que escreves! :)

E obrigado pelo desafio para escrever, publicar... ensinou-me muito! ;)

Beijo grande, Padrinho!

Inês Diana

Eyes wide open disse...

Por vezes tenho saudades do tanto que escrevíamos :)

Um beijinho, Sr. Malefícios

alberto oliveira disse...



Pensei ter deixado aqui um comment e agora não me lembro o que escrevi. Mas a ideia é esta: podemos deixar de fazer aquilo que nos agrada (definitivamente ou por uns tempos) mas se nos deu gozo, isso ficará para sempre. Tal como o conbíbio, carago!